JEPs - Bom de Bola

Notícia Destaque

25/11/2019

Campeão olímpico comandou equipe paranaense em Blumenau

Não é difícil encontrar nomes conhecidos do esporte mundial caminhando pelas praças esportivas em Blumenau, Santa Catarina, durante os Jogos Escolares da Juventude. Eles são embaixadores do esporte e promovem o evento. Entretanto, ter um na delegação é exclusividade do Paraná. Jorge Edson, atleta da geração de ouro do voleibol brasileiro, comanda a equipe do Colégio Expoente, de Curitiba, no campeonato de voleibol 15 a 17 anos.

 

Jorge Edson conquistou a medalha de ouro em 1992, nos Jogos Olímpicos de Barcelona, a primeira de uma equipe brasileira em modalidade coletiva. “Foi algo marcante. O Brasil vinha de duas participações muito boas com a prata em 1984, em Los Angeles, e o quarto lugar em 1988, em Seul. O feminino já tinha um crescimento também e essa evolução culminou com nossa conquista”, disse.

a 

Jorge Edson, experiência no comando da equipe do Colégio Expoente (Foto: Ricardo Morante/Esporte Paraná)


Sobre sua participação nos Jogos Escolares da Juventude, Jorge afirmou ser o máximo que se pode alcançar dentro do esporte escolar e participar da competição é uma grande conquista do seu time. “É o auge. Sinto-me realizado porque muitas dessas meninas que passam por aqui se tornarão grandes atletas e serão aproveitadas no voleibol profissional. Quando isso não ocorre é por falta de um suporte maior nessa transição do escolar para o profissional, mas não por deficiência técnica”, afirmou.

 

Enquanto essa passagem não ocorre, o professor Jorge Edson busca transmitir a bagagem adquirida pelos anos dedicados ao voleibol para as suas atletas. Segundo o técnico, a experiência com o esporte profissional contribui para isso. “O voleibol é um esporte onde as decisões precisam muito rápidas e tem que surgir com o atleta. Eu ajudo levando minha vivência de quadra para acalmar, para apontar que existe uma saída por mais complicado que o jogo pareça”, comentou.

 

Apesar de realizar jogos bastante disputados e equilibrados, a equipe curitibana não conseguiu chegar entre as cinco melhores da competição e não garantiu a vaga para o voleibol feminino de 15 a 17 anos na edição dos Jogos Escolares em 2020.

 

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), com patrocínio da Coca-Cola, parceria da Ajinomoto e do Grupo Globo, e apoio da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina/Fesporte. Os Jogos Escolares do Paraná são uma realização do Governo do Estado do Paraná, por meio da Secretaria da Educação e do Esporte.

 

COM/Esporte Paraná

Ricardo Morante

ricardomorante@hotmail.com.br

(45) 99935-9023

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.